Millenialis e secularis

Os estudos e projeções da 4ª Revolução Industrial tomam o ano 2030 como marco ou meta. Seria o ano em que as inovações estariam plenamente efetivadas.
E uma das razões seria a afluência no mercado dos chamados milenialis, já em segunda geração. O da primeira geração teriam nascido nos anos 90 e estariam atualmente entre 28 e 38 anos. Em 2030 seriam adultos entre 40 e 50 anos, alguns dos quais enriquecidos e com elevado poder de consumo, definindo os padrões do mercado. Na sua cola chegariam os novos milenialis, nascidos já no século XXI, saindo da adolescência. Em 2030 estariam ingressando na vida adulta, os de maior idade, chegando a 30 anos, dando continuidade ao mercado jovem, que seus antecessores teriam moldado.
O segmento que trará maiores alterações, no entanto, deverá ser dos secularis, os atuais da geração x, nascidos a partir dos anos 60, tornando-se idosos em 2030: fisica e legalmente. 
Pelo seu maior crescimento que os milenialis representarão um mercado de consumo mais importante. 
No mercado de vestuário quais serão as suas preferências? A troca sucessiva para se manter na moda, ou um comportamento conservador, com maior permanência das suas roupas? Buscarão ainda ter ativos ou buscarão o atendimento das suas necessidades pelos serviços oferecidos pelo mercado? Isto é, buscarão ter o carro próprio, ou preferirão usar taxis, automóveis dos aplicativos, ou os carros compatilhados. Será o principal mercado dos carros autônomos? 

Preferirão ser atendidos por pessoas nos bancos e lojas ou só usarão a internet para as transações bancárias e para as compras on-line?

Os secularis serão os grandes promotores da inovação tecnológica ou serão os refreadores dos avanços? Que poderão ocorrer nos laboratórios mas não serão absorvidos pelo mercado?

(cont)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

É o dinheiro, seu estúpido!

Tem muita gente entusiasmada com possíveis candidaturas nas eleições de 2018. Mas a maioria ou quase todos eles esquecem de perguntar ao seu...