Cenários dos próximos passos (9)

Mesmo com a eventual retirada da candidatura Lula, restará o "lulismo", como uma base eleitoral, que muitos políticos tentarão se apropriar.

Lula não tem nenhum herdeiro pessoal, alguém que encarne o lulismo. Entendendo que esse se diferencia do petismo.

O petismo, sem Lula, pode-se aproximar e até se fundir com outros partidos de esquerda, ainda tomados pela ideologia da luta de classes.

Lula não é nem nunca foi de esquerda, embora tenha o grande apoio dela. Ele nunca foi a favor da luta de classes, embora adote o discurso contra a "Zelite". Mas na prática se compõe com ela. A contraposição é uma ação estratégica.

A base do lulismo é a melhoria de vida dos trabalhadores, principalmente - mas não exclusivamente - os mais pobres, propiciando a eles maior acesso ao mercado de consumo. 

Temos reiterado que Lula não é comunista, mas consumista. E muitos ainda não entenderam a diferença. 

Poder consumir mais e melhor é uma grande - se não a principal - aspiração da população pobre. Para alguns por auxílio financeiro direto. Para outros isso não é suficiente. Querem mais oportunidades para estudar, poder se formar, ter um diploma e ganhar mais. Não é para ficar rico, mas poder desfrutar melhor da vida. E poder ajudar a família, particularmente uma casa para a sua mãe. 

E Lula sempre quis fazer isso, com o dinheiro público, gastando com o bolsa família, benefícios continuados da LOAS, FIES e outros programas sociais menores. 

Foi aumentando as despesas públicas, contando sempre com o aumento de impostos para que os ricos pagassem a conta. 

O impasse da luta de classes ocorre atualmente, porque os de maior renda não querem pagar mais impostos. Principalmente porque os mais atingidos são da classe média. Os de maior renda querem que o Estado reduza as suas despesas correntes. E não aumente os impostos. E essa é a contraposição ao lulismo.

O foco do lulismo não é a desigualdade econômica e social. O objetivo é promover a ascensão econômica para poder consumir mais. 

Por isso a prioridade não é o saneamento. Mas o bolsa família. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Moradia da miserabilidade

Moradia não se resume a um teto para viver (ou sobreviver). E um local de repouso do trabalhador e para abrigar a sua família. O responsáv...